O Despertar da Primavera é uma das obras mais polêmicas da literatura, um trabalho tão ousado em sua descrição da adolescência e juventude e da autodescoberta, que foi banido do palco e não realizada em sua forma completa por quase 100 anos.

Entre brincadeiras, estudo, tropelias e desabafos, sente-se o respirar da vida, onde tudo é diferente depois do “primeiro sinal”, mas também o peso da repressão, tão dramaticamente mostrada nos diálogos entre estes jovens que se vão descobrindo e simultaneamente mostrando o mundo dos adultos, por outras palavras, denunciando os preconceitos e o conservadorismo das instituições e chefes de família, que prezam a todo o custo a sua imagem, o cinismo de uma religião castradora e hipócrita, e a inutilidade de uma educação, tão pouco atenta às suas dúvidas e anseios.

Ademais, à medida que se vai desenrolando a história, o espectador é confrontado com problemas flagrantes como o abuso sexual, a violência doméstica, a gravidez na adolescência, a prostituição, as doenças sexualmente transmissíveis, o suicídio, um texto de Frank Wedekind, que trás a realidade para de forma real e dramática para uma perspetiva crua e nua.

O projeto é assinado por estudantes da Escola de Química da UFRJ, que compõem renomadas escolas de teatro no Rio de Janeiro, como Martins Pena e já produziram e dirigiram grandes trabalhos.

 

Direção Geral: Lucio Martinez

Direção de Elenco: Mika Macedo

Direção de Produção: Cristian Britto

Cenografia: Amanda Carvalho e Gustavo Hashimoto

Figurino: Joy Olipo

ELENCO:

DANIELE SALUTI

JOÃO PEDRO CORDELLA 

JOYCE JESUS

JOSÉ GRAMÁTICO

KAMILLA FERREIRA

KEVEN FITZGERALD

LUA AHON

LETÍCIA LUNA

MIKA MACEDO 

RAMIRES RODRIGUES